Cork, um modelo de desenvolvimento para o Arco Atlântico

This post is also available in: Inglês Francês Espanhol

O Conselho municipal de Cork, membro da Conferência de Cidades do Arco Atlântico, viu quatro dos seus sete projetos serem aprovados pelo Programa INTERREG do Espaço Atlântico.

Os projetos são principalmente sobre desenvolvimento econômico (Exportação de Alimentos Atlânticos e Academia Atlântica Digital de Start-ups), inovação social e empreendedorismo (Laboratório Atlântico Social) e turismo patrimonial no Arco Atlântico (Património marítimo, militar e industrial do Espaço Atlântico).

Relativamente a estes planos, o orçamento total para Cork é de 1.275.000 euros. Graças ao cofinanciamento europeu, estes projetos representam um valor coletivo de 900.000 euros para o município.

A implementação dos programas irá iniciar nos próximos meses e a sua execução será realizada em colaboração com os investidores da cidade, no decorrer de um período de dois a três anos. Dois projetos fazem parte da Declaração de Cork 2.0 sobre desenvolvimento rural (Statement of Cork 2.0).

Em qualidade de especialista, a Secretaria-Geral da Conferência de Cidades do Arco Atlântico tem ajudado e apoiado a cidade de Cork no registro de projetos, tendo como finalidade encontrar novos parceiros e integrar projetos já existentes.