As Cidades Atlânticas pós 2030 : construir um futuro com laços mais estreitos

This post is also available in: Español (Espanhol) Français (Francês) English (Inglês)

A rede das Cidades Atlânticas reuniu-se numa Mesa Executiva Extendida no dia 22 de outubro em Cherbourg. As Cidades Atlânticas têm muito em comum, como o seu envolvimento na transição ecológica, a economia azul ou o seu desejo de se conectarem ao mundo.

As discussões centraram-se nas metas alcançadas, nos projectos em curso e nos desafios futuros. Este é o objectivo do estudo sobre a futura estratégia das Cidades Atlânticas 2020-2030, que visa contribuir para a aplicação das políticas europeias a favor do Arco Atlântico.

Várias prioridades foram identificadas neste estudo:

-Crescimento azul e prosperidade
-A transição energética
-Melhora da mobilidade e da acessibilidade nos territórios do Arco Atlântico.
-Igualdade e inovação
-Melhora da investigação e da formação

Entre estas prioridades, as comunidades atlânticas sublinharam a importância da mobilidade e da acessibilidade nos territórios e do apoio ao crescimento sustentável nos setores marinho e marítimo (economia azul).

As cidades atlânticas voltarão a reunir-se, desta vez numa Assembleia-Geral Extraordinária, para adotar oficialmente as novas prioridades em Bruxelas, no dia 4 de dezembro de 2019.

Se deseja participar, inscreva-se AQUI

Share