História de sucesso: Viana do Castelo, o segundo maior parque eólico flutuante do mundo

This post is also available in: Español (Espanhol) Français (Francês) English (Inglês)

No dia 19 de Novembro de 2019, o Presidente das Cidades Atlânticas e Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo participou do evento organizado pela Câmara de Comércio Luso-Belga. Parceiros da economia azul, doadores, académicos, associações e funcionários europeus estiveram presentes para trocar boas práticas na produção de energia eólica offshore.

Neste tema, Viana do Castelo é pioneira. De facto, no dia 19 de Outubro de 2019, a primeira turbina eólica do projecto WindFloat Atlantic foi rebocada com sucesso de Ferrol, Espanha, para o seu destino a 20 km da costa de Viana do Castelo, Portugal. O projecto utiliza a tecnologia WindFloat, que permite a instalação de plataformas em águas profundas actualmente inacessíveis, onde podem ser explorados abundantes recursos eólicos.

Dois anos após a construção do primeiro parque eólico ao largo da Escócia, este local será o segundo maior do mundo e o primeiro da Europa continental.

A Associação das Cidades Atlânticas está também a trabalhar para desenvolver a economia azul através da sua Comissão dos Oceanos, presidida por Brest Métropole. A inovação e a cooperação industrial estão no centro do projecto ecoRIS3.

Se você quiser saber mais sobre estas iniciativas, não hesite em contactar o secretáriado aqui

Share