A contactabilidade atlântica passa por Avilés

This post is also available in: Español (Espanhol) Français (Francês) English (Inglês)

As rotas marítimas contribuem para a melhoria da contactabilidade* atlântica, criando laços entre as cidades atlânticas que se convirten en nós em um sistema de transporte que promove a coesão territorial. Desde o ano passado, Aviles lançou uma terminal de cruzeiros inaugurada com a chegada, o último de 2 de maio de 2012,  do primeiro cruzeiro de  passageiros para o porto de Avilés (o “Braemar”, da companhia Fred Olsen), um marco no potencial turístico da cidade.

Em 2013, Avilés torna-se um hub atlântico, ligando o Reino Unido com Portugal. Seis cruzeiros estão previstos entre primavera e outono: o Discovery, da empresa Cruise and Maritime que, em abril, liga Bristol com Avilés, Corunha, Porto e Lisboa; o Black Watch que deixa Southampton com rumo a Aviles no final de abril, através de Lisboa, Porto e Corunha e que em setembro repete a passagem saindo de Edimburgo, e o Balmoral, que vai ancorar em La Rochelle, para chegar a Bilbao, Avilés e Corunha no verão. No outono Avilés receberá a visita do Boudicca e o Braemar.

Em todos os cruzeiros planejados, os passageiros dos diferentes navios contam à chegada de Avilés, com quatro passeios para vários pontos de interesse.

**Contactabilidade: Conceito ESPON que define as possibilidades de transporte entre cidades, neste caso, as atlânticas.

Share