A Estratégia Atlântica: Missão e Visão das cidades

This post is also available in: Español (Espanhol) Français (Francês) English (Inglês)

No contexto da elaboração do Plano de Ação da Estratégia Atlântica, todos os atores e as partes interessadasforam convidados a contribuir suas idéias, em resposta a uma consulta de DG MARE sobre as prioridades de investimento do Arco Atlântico.
Vale ressaltar que a Estratégia Atlântica não nasce da nada. As açãos inovadoras do território Atlântico precedem a estratégia e devem ser capitalizadas nela. Daí a importância de colocar em perspectiva a ação territorial, os desafios da macro-região e a vontade dos atores.
Hoje, o dilema não é centrado no tema (é demasiado marítima?) ou as ações. Os desafios mais importantes ainda são a governança e a liderança de projetos. A estratégia atlântica deve servir como um impulso para reforçar as capacidades dos atores e as partes interessadas (regiões, cidades, universidades,…) e seu papel, bem como o reconhecimento do efeito multiplicador das redes atlânticas.

Essas idéias incentivam a contribuição das cidades atlânticas na consulta da DG MARE sobre o Plano de Ação:

Contribuição das Cidades Atlânticas para a consulta sobre as prioridades-chave (EN)

Outros documentos das cidades atlânticas sob a estratégia podem ser consultados AQUI.

Share