Sobre as RTE-T

This post is also available in: Español (Espanhol) Français (Francês) English (Inglês)

Cientes dos desafios de competitividade, de atractividade e de coesão social, o Arco Atlântico e, concretamente, as suas cidades devem estar até 2030 ligados às grandes redes europeias de transportes.
O espaço atlântico, para além das grandes disparidades de desenvolvimento relativamente às regiões capitais de cada Estado, caracteriza-se por uma heterogeneidade significante, nomeadamente entre o Norte e o Sul, estrutura-se em torno de uma rede de cidades de média dimensão e constitui a principal fachada marítima europeia.

DOCUMENTO