Reunião de Dublin: Participação e elevator pitch

This post is also available in: Español (Espanhol) Français (Francês) English (Inglês)

Podem participar todos os membros da CCAA e os parceiros de ATBRANDO. Os convites secundários são para os observadores. Estes são pessoas de cuja presença a CCAA é responsável, de acordo com o interesse de uma participação da instituição- o requerente deve enviar uma solicitação por escrito, com uma proposta para a Sra. Guirao.

A palavra também está aberta para aqueles que desejam participar do elevator pitch. O nome de “elevator pitch” reflete a idéia que deve ser possível dar uma visão geral no tempo de uma viagem de elevador ou cerca de trinta segundos a dois minutos. Acredita-se que a origem do termo vem dos Ilene Rosenzweig e Michael Caruso (editor da Vanity Fair). O próprio termo vem de um cenário de um encontro acidental com alguém importante no elevador. Se a conversa no elevador durante esses poucos segundos é interessante e de valor agregado, vai continuar depois do passeio de elevador, ou evoluir eventualmente na troca de cartões de visita ou numa reunião agendada.

Para o elevator pitch, é convidado qualquer projeto que pode ser de interesse para os membros da CCAA ou das cidades ATBRAND como parceiros (claro, não a 25 ao mesmo tempo!) em qualquer assunto. Se não há tal convite, a plataforma não é aberta. A proposta deve ser apresentada por 1 soa pessoa, que tem o máximo de 5-7 minutos – será rigoroso (uma velocidade compreensível para os intérpretes) e os elementos da apresentação devem ser enviados pelo menos uma semana antes (para os intérpretes também).

Porque também é a Assembléia Geral duma organização internacional, os espaços são limitados. É dada prioridade aos membros da CCAA e aos parceiros ATBRAND. Por conseguinte, um máximo de 2 pessoas fora do CCAA (observador + apresentador do projeto) são aceitos por instituição. Devem explicar se vier um ou dois dias.

Estaremos gostosos de ve-los em Dublin!

MAIS INFO

Picture by POP

Share